Arquivo da tag: Meio Ambiente

Gestores do Parque Municipal visitam áreas verdes em Minas Gerais


14002096422667

Por Ascom Sempma

Integrantes do Parque Municipal de Maceió visitaram experiências ambientais na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. A visita teve como pauta, conhecer o modelo de gestão administrativa e de educação ambiental aplicada nos 73 parques municipais existentes na cidade. O aprendizado da capital mineira servirá como base de implantação de novas técnicas em Maceió.

Participaram da visita Fábio Palmeira, coordenador geral do Parque Municipal de Maceió, e José Marques de Vasconcelos Filho, chefe da divisão de Manutenção e Conservação do Parque Municipal.

Fábio Palmeira destacou a diversidade dessas áreas verdes na capital mineira, o que favorece a escolha de um modelo de gestão com as características do Parque Municipal de Maceió. “Belo Horizonte é uma verdadeira referência quando se trata de Parques e áreas verdes. Conhecer o modelo da política de gestão implantada aqui e adaptar à realidade da capital alagoana será fundamental para caminharmos na direção certa”, completou Palmeira.

Para José Marques, a forma que a sociedade de Belo Horizonte interage com os Parques é surpreendente. “Queremos despertar no maceioense e no alagoano o amor que os belo-horizontinos já sentem pelos seus Parques”, comentou Marques.

Foram realizadas 15 visitas em Parques da capital mineira. No Parque Américo Renné, maior de Belo Horizonte, o modelo de gestão administrativa adotada é voltado para educação ambiental envolvendo toda a população, por exemplo.

Siga-me no Twitter/Instagram: @Marques_JM

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Geral, Política

Cronograma de despesas da Prefeitura de Maceió


orçamento

Foi divulgado pela Prefeitura de Maceió o cronograma de despesas entre os meses de janeiro a abril. O que é importante para o maceioense poder acompanhar mais de perto os passos dados pela nova gestão que começa 2014 com muita coisa engatilhada e outras na mira para solução a curto, médio e longo prazo.

O maceioense anseia por soluções para problemas que lhe tiram o sono como é o caso da saúde, onde o problema é complexo e nada fácil de resolver, porém que precisa sempre de uma atenção e esforços para que no decorrer dos dias a população possa sentir o aroma do respeito, que lhe foi negado por tanto tempo.

A Saúde terá nesses meses um total de 69 milhões e a Educação R$ 84,4 milhões. Áreas de extrema importância em nossa cidade, pois encontramos no dia a dia deficiências que precisam ser sanadas para que possamos ter uma vida mais digna.

Os problemas são muitos, todos sabemos, e torcemos para que aos poucos e com pés no chão, sem pirotecnia, possamos curtir cada vez mais o novo tempo da nossa capital.

Clique na imagem e saiba o orçamento das demais secretárias da Prefeitura de Maceió e fique sempre atento ao que acontece em nossa cidade, pois cidadãos atentos, cidade cuidada e população respeitada!

Siga-me no Twitter: @Marques_JM

Deixe um comentário

Arquivado em Alagoas, Política

4ª Conferência Estadual do Meio Ambiente


Logo_4CNMA_2013

Hoje aconteceu o primeiro dia da 4ª Conferência Estadual do Meio Ambiente, que tem como tema central resíduos sólidos. Dia com grandes palestras, para aprofundar o conhecimento de todos os delegados que se apresentam como bons nomes para representar Alagoas na etapa nacional, que ocorrerá em Brasília  entre os dias 24 e 27 de outubro.

A etapa estadual acontece depois das regionais que aconteceram nos meses de julho e agosto, passando pelo sertão até a metropolitana. Foram eleitos nas regionais aproximadamente 300 delegados dos mais diversificados setores da sociedade: iniciativa privada, poder público e sociedade civil (movimentos sociais e populares, entidades acadêmicas, comunidades tradicionais e Organizações Não Governamentais – ONGs).

A movimentação no Centro de Convenções Ruth Cardoso começou cedo, depois da abertura e da apresentação cultural do Coral da Casal, houve a leitura do regulamento da Conferência Estadual, explicação sobre a metodologia da Conferência e programação, resumo das Conferências Regionais e apresentação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada ( IPEA) sobre o levantamento dos catadores do Estado de Alagoas. Após o almoço, mais palestras com os temas: O reflexo da nova legislação sobre a gestão de resíduos sólidos no Brasil,  Financiamento Público em Resíduos Sólidos e Política Estadual de Resíduos Sólidos.

O dia mais agitado, sem dúvida, será amanhã, último dia da Conferência Estadual, pois os delegados eleitos nas regionais irão debater as propostas que serão escolhidas para a Nacional, debates esses divididos por eixos temáticos – participarei do eixo 2 que trata da Redução de Impactos Ambientais, depois dos debates e escolha das propostas acontecerá a eleição dos delegados que representarão o nosso Estado na Conferência Nacional.

O Eixo 2, no qual faço parte, terá como propostas:

1 – Exigir que só se libere o licenciamento da construção de empreendimento com a existência de espaço para lixo reciclável;

2 – Promover a implantação da coleta seletiva com a instalação de estação receptoras em instituições públicas e privadas, em conjunto com cooperativas de catadores e artesãos, e empresas em geral;

3 – Criação de usinas de compostagens;

4 – Promover a regularização da política nacional de logística reversa, com a inclusão de pontos de coleta e armazenamentos de materiais eletrônicos, radioativos, tóxicos, agrotóxicos e hospitalares que desgastem o meio ambiente;

5 – Aproveitar o biogás gerado nas unidades de compostagem e aterros sanitários implantados, para a geração de energia elétrica.

Estas são algumas das 35 propostas que serão debatidas e aperfeiçoadas no eixo 2 para serem encaminhadas para a Nacional.

Siga-me no Twitter: @Marques_JM

3 Comentários

Arquivado em Alagoas

Sempma participa de Conferência Regional Metropolitana em Rio Largo


sempma conferencia

A Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente deu sua contribuição no debate promovido durante a Conferência Regional Metropolitana, no Centro de Ciências Agrárias (Ceca/ Ufal) com o tema principal Resíduos Sólidos. A temática se dividiu em quatro eixos: Produção e Consumo Sustentável, Redução dos impactos Ambientais, Geração de Emprego e Renda e Educação Ambiental.

Durante toda manhã os participantes debateram os quatro assuntos. Durante a tarde, escolheram por votação as propostas e também os delegados que representarão seus municípios na 4º Conferência Estadual do Meio Ambiente no dia 23 de agosto, onde serão feitas as indicações por votação para representar Alagoas na 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente, com o tema Resíduo Sólidos, no período de 24 a 27 de outubro, em Brasília.

Os grupos que se dividiam em quatro equipes sugeriram no máximo 20 propostas para cada eixo, logo após, as sugestões escolhidas foram levadas a plenária final que encerrava o evento. No primeiro eixo, Produção e Consumo Sustentável, foram 14 delegados inscritos. O segundo eixo com 17 inscritos, debateu o tema Redução dos Impactos Ambientais. Já o terceiro, discutiu a temática Geração de Emprego e Renda com 21 delegados e Educação Ambiental com 18 delegados inscritos.

“Foi feita uma análise do crescimento geométrico da população, nesse contexto, o consumo aumenta e o resíduo também, principalmente nas grandes cidades, onde é concentrada a maior parte de lixo, por isso é importante que esse tema seja dividido em quatro eixos e devidamente discutido entre os grupos”, esclareceu Valdir Ferreira, agrônomo da Sempma. Ele sugeriu também que a população busque consumir produtos sustentáveis e duradouros para minimizar os impactos ambientais e consequentemente gerar menos resíduos.

Segundo José Marques, um dos delegados para representar a Sempma na Estadual, a Conferência Regional Metropolitana foi produtiva, pois abriu espaço para os representantes expor propostas e apresentarem problemas além de possíveis soluções para a problemática, Resíduos Sólidos. “As expectativas com a Estadual é aperfeiçoar as propostas apresentadas na Metropolitana”, destacou.

A coordenadora de Educação Ambiental da Sempma, Eva Moraes, uma das organizadoras do evento, disse que foi gratificante reunir os segmentos, pois todos mostraram interesse pelo tema, expondo preocupações e soluções. Ela disse ainda que esse é um momento de participar da construção de novas políticas públicas voltadas para o meio ambiente.

O secretário da Sempma, Raphael Wong, também foi um dos delegados inscritos com participação na temática Redução de Impactos Ambientais. “É importante sugerir alternativas para que o cidadão possa reduzir ou descartar o lixo que produz de maneira consciente e com isso diminuir os impactos ambientais. É participando desses espaços que chegaremos juntos a uma solução”, ressaltou.

Um dos representantes da Comissão Organizadora Estadual do Meio Ambiente (COE), Ismar Macário,também delegado, debateu pela manhã o tema Política Nacional de Resíduos Sólidos, dialogando com os participantes conceitos de resíduos. “Foi feita a abordagem da melhoria do catador de resíduo sólido, salários justos, saúde e institucionalização da produção”, destacou.

Compareceram nessa ocasião, entidades acadêmicas, movimentos sociais, ONGs, empresários e representantes da Sempma. Estavam também presentes a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) e, o Instituto do Meio Ambiente (IMA), que também integram a Comissão Organizadora da Conferência.

Bruna Coelho (estagiária)/ Ascom Sempma

Siga-me no Twitter: @Marques_JM

1 comentário

Arquivado em Alagoas, Geral

Conferência Regional do Meio Ambiente – Resíduos Sólidos


conferência regional do meio ambiente

Acontecerá amanhã a Conferência Regional do Meio Ambiente, onde a sociedade civil, empresários e representantes dos órgãos públicos irão debater, com muita propriedade, uma das principais preocupações do Brasil quando se fala em proteção ao meio ambiente: geração e tratamento de resíduos sólidos.

O assunto ganha grande repercussão com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), lei que vem consolidar relações entre a gestão ambientalmente correta com várias políticas voltadas para o meio ambiente, como por exemplo, a Política Nacional de Mudanças Climáticas, Política Nacional de Educação Ambiental e Plano Nacional de Produção e Consumo Sustentáveis.

Com a PNRS espera-se que a sociedade como um todo encontre nos resíduos sólidos uma oportunidade para o desenvolvimento econômico, ambiental e social. Uma das metas da Conferência Nacional, última etapa, é acabar com os lixões, que ainda são um dos grandes problemas de muitos municípios brasileiros.

A Conferência Regional, formada com as cidades de Maceió, Rio Largo, Marechal Deodoro, Messias, Coqueiro Seco, Santa Luzia do Norte, Barra de Santo Antônio, Paripueira, Satuba e Pilar, terá como base nos debates os eixos temáticos: a produção e consumo sustentáveis, redução dos impactos ambientais, geração de emprego e renda e educação ambiental.

Depois de superado os debates temáticos haverá a eleição dos delegados que irão participar do etapa estadual da Conferência, marcada para o dia 23, e de lá sairão os delegados que irão representar Alagoas na 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente,  nos dias 24, 25, 26 e 27 de outubro, em Brasília.

A Conferência Regional será amanhã, no Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Alagoas, a partir das 8h.

Siga-me no Twitter: Marques_JM

1 comentário

Arquivado em Geral

Você conhece o Parque Municipal de Maceió?


Foto:Marco Antônio/SECOM

Foto: Marco Antônio/SECOM

O Parque Municipal de Maceió está localizado no bairro do Bebedouro, considerado a unidade de conservação mais antiga de Alagoas, tem área de 82 hectares. O Parque é um excelente local para prática de caminhadas, passeio com a família e visita para simples contemplação da nossa Mata Atlântica.

Com uma entrada discreta, à esquerda do Juvenópoles, o Parque Municipal está de portas abertas para receber o maceioense e todos aqueles que buscam uma alternativa de lazer em nossa cidade.

As trilhas ecológicas (trilha cidadã, trilha da aventura, trilha do Pau-Brasil, trilha do jacaré e a trilha da paz) são um convite irrecusável para esquecer os problemas da vida e curtir e a tranquilidade o que a natureza nos oferece.

Além das trilhas, o Parque tem como um dos principais pontos de visitação o Lago dos Jacarés, onde o visitante poderá encontrar alguns dos bichos que dão nome ao lago. Existem, aproximadamente, 50 jacarés no local.

Foto:Marco Antônio/SECOM

Foto: Marco Antônio/SECOM

Você poderá ainda, conhecer outros animais que habitam na área de preservação, como por exemplo, os saguis, corujas, camaleões e as preguiças.

Uma atividade muito interessante que o Parque Municipal de Maceió, que está sob os cuidados da Secretaria de Proteção ao Meio Ambiente, Sempma, realiza é a distribuição gratuita de mudas de várias espécies, e o bacana é que qualquer pessoa, que tenha interesse, pode ter acesso a elas, para isso basta entrar em contato com a Sempma ou ir até o setor de arborização no Parque Municipal.

A distribuição de mudas também é realizada durante os eventos do Bairro Vivo, onde a secretaria leva a sua estrutura de Educação Ambiental, para junto com a comunidade trabalhar atividades de consciência ambiental e a divulgação do Parque.

Foto:Marco Antônio/SECOM

Foto: Marco Antônio/SECOM

Todo maceioense precisa conhecer o Parque Municipal de Maceió e saber que ele tem uma alternativa para o lazer com sua família e amigos. Caminhar nas trilhas e não se apaixonar é uma possibilidade praticamente descartada.

O Parque Municipal de Maceió está aberto ao público de terça-feira a domingo das 8h às 17h.

3 Comentários

Arquivado em Textos

A Lagoa Mundaú e o dia Mundial da Água


bxk13823_vista-da-lagoa-mundau-al800

Hoje é comemorado o dia mundial da água, e todo o planeta está mobilizado com grandes ações para conscientização da população, para melhor preservação deste bem tão precioso e fonte de vida.

O “Dia Mundial da Água” foi criado pela ONU, no dia 22 de fevereiro de 1993, dedicando assim, esse dia para uma discussão sobre diversos assuntos relacionados com a água. A preocupação com o tema é grande, já que a parte potável está sendo contaminada e poluída descaradamente pela ação inconsequente do homem.

Precisamos de água limpa para beber, cozinhar, lavar, entre outras atividades e sem esse líquido precioso com qualidade a humanidade não dura muito tempo.

Trazendo esse contexto para a nossa realidade, temos uma forte ligação com essa data, primeiramente, moramos em Alagoas, nome dado ao nosso Estado devido às grandes e lindas lagoas existentes em nosso território, depois a nossa capital, tem um apelido muito peculiar, que é o de Paraíso das Águas. Vivemos em constante contato com essa riqueza natural e nos calamos com a poluição que está matando nossas lagoas e rios.

Quero falar sobre uma majestosa lagoa que nos encanta com sua beleza triunfal e nos assusta com o descaso que muitas vezes foi tratada.

A Lagoa Mundaú tem uma área de 23 km², com uma vasta variedade de peixes e crustáceos, a famosa lagoa tem uma beleza inenarrável. Quem não conhece o passeio das Nove Ilhas, que é uma das grandes atrações de Maceió?

Mesmo com tanta beleza real, a Lagoa Mundaú sofre com a poluição vinda das cidades circunvizinhas e de nossa capital, que despejam suas sujeiras na lagoa. A lagoa não é imortal e um dia irá sucumbir aos delírios insanos de nossas atitudes criminosas.

Projetos realistas e eficientes de preservação do meio ambiente e de conscientização da população ajudarão a mudar essa realidade cruel que tanto machuca nossas riquezas naturais. Não adianta fazer grandes projetos, se eles não forem acompanhados de uma grande ação de educação dos moradores da região e da cidade como um todo.

Ensinar as nossas crianças o valor da vida no meio ambiente é tão importante quanto ensinar a ser educado dizendo bom dia, boa tarde e com licença!

@Marques_JM

1 comentário

Arquivado em Textos