Arquivo da tag: Fernando Toledo

Velhos comissionados voltam a Assembleia Legislativa de Alagoas


assembleia legislativa alagoas

No dia 31 de janeiro, sexta-feira passada, saiu no Diário Oficial do Estado, a publicação com os nomes dos “novos” servidores comissionados da Assembleia Legislativa de Alagoas. Medida essa, tomada depois que a Mesa Diretora exonerou todos os servidores públicos comissionados da Casa de Tavares Bastos.

A ideia inicial, sustentou a Mesa, era dar transparência e segurança aos atos da gestão Fernando Toledo e “Cia Ltda.”, que voltava de um período tenebroso – ou de esperança?! – de afastamento de todos os membros por 60 dias.

Com a medida moralizadora novos (velhos?) nomes surgiram no quadro de comissionados, entre eles o da servidora Joana D’Arc, alvo das investigações do Ministério Público de Alagoas e que acabou ficando nacionalmente conhecida depois da matéria do Fantástico sobre os desvios milionários da ALE-AL.

JoanaDarc

Segundo as investigações a servidora Joana, teve em sua conta bancária somente 277 depósitos curiosos entre janeiro de 2012 e julho de 2013.

Como já falei aqui diversas vezes, não adianta apresentar solução de fachada para pregar uma moralidade e renovação na Assembleia Legislativa do Estado, quando velhos e nefastos costumes permanecem. Falam em mais transparência e que estão trabalhando pelo bem de Alagoas, quando atos de improbidade administrativas são cometidos com a maior naturalidade, como se a sensação de impunidade fosse mais real que o ar que respiramos.

Precisamos viver novos tempos na setor público em nosso país e principalmente em nossa Alagoas, onde todos sabem o que acontece, mas infelizmente, por motivos dos mais diversos, nunca conseguimos provar, nunca.

Com isso continuamos caminhando não sei pra onde e com o pensamento não sei de quê. A sensação muitas vezes, infelizmente, é que estamos sem rumo. Porém, o meu orgulho alagoano, não deixa desanimar jamais, pois acredito que novos tempos virão. A força daqueles que querem um Estado mais justo serão manifestadas no dia a dia, não somente nas eleições que está perto, mas nos pequenos gestos e atos de humildade, honestidade e generosidade.

Siga-me no Twitter: @Marques_JM

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Alagoas

Mesa Diretora da ALE/AL: O Retorno!


assembleia legislativa alagoas

Amanhã, dia 2 de janeiro, o deputado Fernando Toledo voltará ao comando da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE/AL), para conduzir de maneira diferenciada os rumos da Casa do Povo Alagoano no ano que acaba de nascer.

Em matéria da GazetaWeb, Fernando Toledo afirma que irá mudar a postura da Mesa Diretora. Com essa declaração penso que o deputado procura atender, assim um clamor, muitas vezes silencioso das ruas, de moralidade nos órgãos públicos.

Encontramos aqui um discurso de renovação de hábitos, porém vindo, do nome já cansando, do presidente da ALE/AL.

O que aguardamos mesmo, não é o discurso suave de mudanças de rumos que se apresenta de maneira até piedosa, mas sim, uma resposta eficaz do nosso judiciário contra os muitos crimes cometidos contra a população de Alagoas, com o “possível” desvio descarado de dinheiro público.

Precisamos ficar cada dia mais atentos a possíveis medidas “moralizadoras” que serão tomadas, para não cairmos no canto da sereia, onde bonitas melodias são entoadas direcionando-nos a morte certa mais adiante. Morremos, assim, enquanto sociedade atenta e preocupada com o futuro do nosso Estado.

Enquanto discursos piedosos serão feitos por esses longos dias… meses… Fiquemos atentos a real mudança de rumos que serão tomadas pela Mesa Diretora.

Siga-me no Twitter: @Marques_JM

1 comentário

Arquivado em Alagoas, Política

O rebuliço na Aleal


assembleia legislativa alagoas

O Ministério Público impetrou ontem uma Ação Cautelar Inominada pedindo o afastamento de todos os membros da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa Estadual de Alagoas (Aleal). A ação está na 18ª Vara da Fazenda Estadual, sob os cuidados do juiz Manoel Cavalcante, que irá analisar os fatos, juntamente com outros colegas magistrados.

Tudo isso, depois da denúncia feita pelo deputado João Henrique Caldas, JHC, sobre o milagre da multiplicação dos salários de alguns servidores da Casa de Tavares Bastos.

A notícia do pedido de afastamento causou um grande rebuliço na Aleal, onde os deputados, inquietos, debatiam entre si os passos que deveriam dar e as medidas preventivas para que a lama jogada no ventilador não respingasse nos seus ternos.

O barulho foi tão grande que até o Governador Teotônio Vilela Filho agiu rapidamente, já que uma das suas características é a velocidade, depois de cutucado pela imprensa, afirmando que espera que tudo seja esclarecido, pois é importante o funcionamento dos Poderes, para atender assim a demanda da sociedade alagoana. Como sempre, muito cauteloso o nosso Governador Téo!

O Ministério Público está fazendo a sua parte e o que aguardamos enquanto sociedade é que a lentidão da nossa justiça não acabe levando esse caso para o buraco negro da impunidade, onde muitos entram e por lá ficam por toda a eternidade…

As inúmeras histórias da nossa Assembleia Legislativa se tornaram contos populares, onde muitos imaginam um dia entrar nesse mundo de “faz de conta” somente para satisfazer seus desejos e sonhos mais antigos de realização pessoal, enquanto isso o povo alagoano sofre nas mãos de poucos que se acham donos da verdade absoluta e proprietários de currais eleitorais cheios de bois gordos prontos para o abate!

Vamos acompanhando de perto o desenrolar dessa história, que de fantasia, não tem nada!

Siga-me no Twitter: @Marques_JM

1 comentário

Arquivado em Alagoas, Geral

Matéria do Fantástico tem grande repercussão no país


Fantastico_2011

A matéria do Fantástico que denunciava o desvio de mais de 70 milhões na Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas (Aleal), repercutiu, também, fora do nosso Estado, nos principais sites de notícias do país.

Em todos, o que chamou a atenção, além do valor elevado de depósitos realizados nas contas dos funcionários da Aleal, foi a informação que funcionários recebiam o auxílio Bolsa-Família, programa que atende pessoas pobres com renda de até R$ 70 mensais, como por exemplo, o caso da família que recebeu 1,6 milhão em 277 depósitos, divididos entre pai, mãe e filha. A mãe dessa família recebia o auxílio.

Sites como UOL, Terra, CBN, Diário Catarinense, G1, RBV News, entre outros, deram a notícia que mídia local vinha divulgando há um bom tempo.

Leia no Blog do Marques: Aleal é Fantástico!

Toda essa divulgação não é ruim para o Estado, como esbravejam alguns, dizendo que afasta investidores e mancham a nossa imagem. Outros, ainda com o velho discurso de “coitadismo”, afirmam que a mídia nacional nunca mostra o lado bom e positivo de Alagoas, mostrando somente desgraça e corrupção.

Precisamos, primeiramente, recuperar o orgulho de ser alagoano, pois, orgulhosos, nos sentimos responsáveis pelo nosso Estado, tendo a coragem de fazer de tudo para mudarmos a nossa realidade.

Quando um escândalo alagoano repercute nacionalmente tem como lado positivo a “boa pressão” sobre os órgãos competentes para cumprirem seus papeis na luta constante contra a corrupção. Matérias como a exibida no último domingo, dão uma boa chacoalhada nas entidades que, por qualquer motivo, decidiram cochilar em berço esplêndido.

Veja no Blog do Marques: Vídeo: Aleal no Fantástico!

Precisamos passar por mais essa crise com uma nova postura, enquanto sociedade, acompanhando e cobrando respostas claras e objetivas das entidades e da própria mesa diretora da Aleal. Cobrar dos nossos outros deputados que optaram pelo silêncio mortal e discursos evasivos, quando indagados sobre os 70 milhões de reais desviados. Quem for podre que se quebre!

Moralizar a nossa política é preciso, mas o processo começa primeiramente conosco e é refletido nas urnas.

Cada povo tem o governo que merece.

Siga-me no Twitter: @Marques_JM

2 Comentários

Arquivado em Alagoas, Textos

Aleal é Fantástico!


fantástico

Ontem, muitos alagoanos pararam ansiosos para assistir o programa jornalístico Fantástico, da Rede Globo. A matéria esperada por todos foi a que mostrou para todo o país o desvio de mais de 70 milhões na Aleal (Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas).

A matéria mostrou uma família (pai, mãe e filha), aqui de Maceió, que receberam em suas contas bancárias 277 depósitos no período de um ano e meio, somando o total de 1 milhão e 600 mil reais, claro, tudo pago pela Aleal. Ah, sem contar que a matriarca recebe uma ajuda do Governo Federal pelo Bolsa-Família, que como todos sabem, tem a finalidade de ajudar pessoas carentes.

Na reportagem, o Fantástico, comentou também sobre os ex-deputados mortos que receberam salários por três meses, os vivos que recebem muito mais que o salário oficial e os fantasmas que recebem sem trabalhar. Caso procurassem mais, a equipe da Globo, encontrariam ainda, os reencarnados e ressuscitados…

Destaco aqui a fala do Procurador Sérgio Jucá: “Existe, na Assembleia Legislativa, um bando de parasitas, servidores que não sabem nem onde fica a Assembleia Legislativa, que nunca deram um dia de trabalho”.

Veja no Blog do Marques: Vídeo: Aleal no Fantástico!

Outro ponto abordado foi sobre os três vereadores da Capital Alagoana que receberam salários pela Aleal, mesmo sem trabalhar, são eles: Silvânia Barbosa (PPS), mulher do deputado Marcos Barbosa (PPS), David Davino (PP) e o veterano Antonio Holanda (PMDB).

O deputado JHC, de forma clara e objetiva, afirmou aquilo que nós já sabíamos sobre a GDE e os depósitos mágicos, onde só em seu gabinete o valor total seria de 650 mil reais, valor esse devolvido aos cofres públicos.

Já o presidente da Aleal, o deputado Fernando Toledo, tentou responder a todos os questionamentos de forma clara, tentou… Mas quando questionado sobre o dinheiro investido na biblioteca da Assembleia Legislativa, que chega ao valor de 1 milhão de reais, o presidente dá uma engasgada e solta a seguinte resposta: “Não há esse recurso para a biblioteca. Houve um redirecionamento desse recurso para recursos humanos. Esse dinheiro foi usado para pagar pessoal”.

O presidente Toledo, disse ainda que se houver alguma irregularidade, a Aleal irá cobrar para que tudo seja devolvido! Haja cobrança, então.

Segundo a reportagem, quem entra agora para ajudar nas investigações é a Controladoria-Geral da União, que somará forças com o Ministério Público Estadual para descobrirem qual foi a real finalidade dada ao dinheiro público desviado da Aleal. Todos nós já podemos imaginar qual foi a finalidade…

Que os órgãos responsáveis cumpram os seus deveres, nessa que é mais uma vergonha para o nosso legislativo e vida política, espantando o cheiro maldito da impunidade para longe de nossas terras. Precisamos cobrar e acompanhar mais de perto para que a justiça seja feita e o povo alagoano saia vitorioso.

@Marques_JM

2 Comentários

Arquivado em Alagoas

ALE-AL e o seu submundo – Parte 2


deputado jhc

Deputado Estadual João Henrique Caldas – JHC

O negócio está ficando feio lá na Assembleia Legislativa de Alagoas, onde o presidente da mesa diretora afirmou que irá processar o deputado João Henrique Caldas e que está muito tranquilo com relação ao momento pelo qual, acredito, nunca esperava viver. O presidente, com essa colocação, leva para o lado pessoal as denúncias feitas sobre a sua gestão e parte para o ataque jurídico.

Você pode ler a matéria, da sempre competente jornalista Vanessa Alencar, sobre o assunto clicando aqui.

O deputado Toledo entregou, na última terça-feira, ao procurador geral de Justiça, Sérgio Jucá, uma vasta documentação para análise e assim responder os questionamentos levantados com a denúncia do deputado JHC.

No domingo passado, em matéria do jornal Gazeta de Alagoas, Toledo acabou culpando a Caixa Econômica Federal, pelos erros nas transferências financeiras demonstradas nos extratos.

Aguardamos a análise aprofundada do Ministério Público Estadual sobre os documentos apresentados pela mesa diretora da ALE-AL, com a esperança de justiça, pois o nosso povo sofre demais com o descaso daqueles que acreditam poder fazer o que bem entenderem sem precisar dar satisfação a ninguém, ou que a documentação comprove que eles estão certos e que tudo isso não passou de um mal entendido (O que eu duvido muito, muito mesmo!).

Outra saída encontrada pelo presidente foi apoiar o fim do voto secreto no Parlamento Estadual através de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) à Constituição de Alagoas. Mas nada como uma proposta interessante e importante para a publicidade (princípio) dos votos dos nossos ilustres deputados para tentar acalmar a tempestade que agita o submundo da Casa do Povo Alagoano.

Que venham bons ventos e novos tempos!

Siga-me no Twitter: @Marques_JM

1 comentário

Arquivado em Alagoas, Geral

A ALE-AL fala e não diz nada!


assembleia legislativa alagoas

Estamos acompanhando atentamente o desenrolar da denuncia feita pelo deputado João Henrique Caldas, o JHC, sobre as movimentações financeiras da Casa do Povo Alagoano, a nossa Assembleia Legislativa, onde, tudo indica, pariu mais uma TATURANA.

A imprensa alagoana está cobrindo e investigando profundamente este caso e assim descobrindo – tendo a certeza – a cada dia, que na Assembleia de Alagoas, o buraco é mais embaixo.

Em nota, apresentada hoje no site oficial da ALE, a mesa diretora afirma que a imprensa foi induzida ao erro pelo parlamentar e que essa teria feito uma interpretação equivocada dos dados financeiros da Casa Tavares Bastos cedidos pela Caixa Econômica Federal. Aqui a mesa diretora diz, nada mais nada menos, que a nossa imprensa não tem a capacidade de discernimento natural ao ser humano. Alguns dos nossos representantes insistem em subestimar a inteligência do povo alagoano.

Apresento aqui algumas reportagens do portal Cada Minuto, para que você possa entender melhor o caso:

Mesa Diretora da ALE segue em silêncio sobre a “lista de ouro” de R$ 7 milhões

ALE gastou R$ 7 milhões com 61 comissionados apenas em um ano

De acordo com extrato da ALE, comissionado consegue oito repasses em um mês totalizando R$ 34 mil

Extrato bancário da ALE pode apontar para uma “Taturana II: a missão”

Assessor de ex-primeiro secretário da Assembleia recebeu R$ 235 mil em 2011

A nota apresentada pela mesa diretora não inova e mantém a tradição em falar, falar e não dizer nada.

Justificam o pagamento realizado ao deputado Almir Lira Sobrinho, falecido em 2010, alegando que poderiam prejudicar os alimentos da sua família. Almir não chegou a tomar posse, mas mesmo assim o repasse foi feito no valor correspondente de um deputado. Quem bateu o ponto? Com quais documentos a mesa diretora comprova o não desvio de finalidade?

Alegam que em janeiro de 2011 não ocorreu nenhum repasse financeiro que superasse os limites legais aos cargos dos servidores e que houve, nesse mês, uma leve coincidência, onde pagamentos relativos a dezembro de 2010, décimo terceiro, do terço de férias e dos próprios valores correspondentes a janeiro, foram pagos de uma só vez. Alegam, ainda, que os “múltiplos salários”, pagos descaradamente, não passam de inverdades.

Tudo o que foi alegado, infelizmente, não passam de palavras sem as devidas fundamentações comprobatórias necessárias, já que a denuncia apresentada pelo deputado JHC, foi totalmente fundada sobre os extratos concedidos pela Caixa Econômica Federal.

Para ter uma ideia do que está claro nos extratos apresentados, encontra-se que uma só família recebeu R$ 91.734,13, sendo que o pai obteve R$ 46.572,45 e o filho R$ 45.161,63. Quer mais? Um funcionário recebeu em 2011 a quantia de R$ 82.055,10, total somado de 49 depósitos, outro funcionário recebeu 52 depósitos, totalizando R$216.836,59. Nada como um valor justo para uma boa prestação de serviço, não é verdade?! (Clique aqui e baixe os extratos apresentados pela CEF)

A mesa diretora da ALE-AL diz, com todas as letras, que tem compromisso com a legalidade e com a transparência, o que é percebido por todos nos extratos cedidos pela Caixa Econômica Federal. O que se espera do presidente Fernando Toledo e toda a mesa diretora é essa postura legal e transparente, que afirmam ter, para assim, todos os questionamentos levantados sejam esclarecidos com documentos detalhados e reais. É uma obrigação e não um ato heroico dos nobres deputados!

Uma visita do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e da Receita Federal seria muito boa para animar o segundo semestre daqueles que tem a certeza que aqui é terra de ninguém onde se faz tudo e pode tudo!

@Marques_JM

1 comentário

Arquivado em Alagoas, Textos