Contato


Entre em contato conosco!

Dicas, sugestões de posts e elogios envie um e-mail para:

  • blogdomarques1@hotmail.com

Reclamações:

Anúncios

3 Respostas para “Contato

  1. maria ilma vieira de melo

    0la´sou santanense com muito orgulho quero sempre acompanhar o crescimento da minha cidade mesmo esntando tão longe atualmente estou em são Paulo mais estou acompanhando minha cidade pela internet saudades deus abençõe

  2. SANTANA DO IPANEMA EU A VEJO DE MINHA JANELA
    poema da santanense Maria do Socorro Ricardo (1968)

    da janela de minha casa admiro os barcos que viajam pelo universo e
    o som dos pássaros presos em gaiolas gorjeiam sobre o tempo eterno
    como se constroem barcos se constrói vida como se construíssemos
    o silêncio do universo em páginas de cadernos de linhas e palavras
    estou diante de um sábado de feira em Santana do Ipanema de 1970
    onde o mercado divide-se em mercados e cada mercado há um preço
    os pés de pessoas vencem distâncias entre velhos e vazios planetas
    há frutas na natureza morta desenhada naquela jarra presa à mesa
    o vaivém de silêncios entrecortados acordam os pássaros nas gaiolas

    estas são minhas águas-panemas em Santana sertão alagoano
    são terras parecidas com outras com pedras e água salobra de mar
    Santana do Ipanema querida cidade cujas linhas geopolíticas pulam
    falam e gritam sobre os acontecimentos neste ano de 1973 e mais
    onde pés que caminham nas areias de seu rio com casas às margens
    conto em linhas ligeiras passagem de seu povo Santana do Ipanema
    ribeirinha cidade de Santana do Ipanema lugar de sol e de serras
    distantes lugares de caminhos de pássaros que cantam em gaiolas
    as águas-panemas lavam e alimentam os moradores das serras
    silencia o universo do alto admiro outra cheia que lava a cidade

    ai janela querida que ficou só em Santana do Ipanema pictórica
    era maio de 1968 na cidade que me vira caminhar em suas ruas
    a parede caiada de minha casa de fazenda admira os pássaros
    nuvens formam figuras como se um Monet ou Manet as pintassem
    de repente as cores voam e alcançam o universo dos pássaros
    as gaiolas presas às paredes brancas revelam os seus cânticos
    como se a Terra de Escritores: Santana do Ipanema fosse una
    ai janela querida que ficou só em Santana do Ipanema feérica
    era maio de 1968 na cidade quando pintei palavras em versos

    das janelas de minha querida Santana do Ipanema
    o universo me contempla como o contemplo agora
    as pedras conversam sobre tempos antigos e mornos
    como o limo que as une em desespero absoluto musgo
    Santana do Ipanema entre um cinturão de serras secas
    colore as ruas com as cores saborosas das lembranças
    dos janelões calados e sérios de minha eterna cidade
    o som dos pássaros presos em gaiolas fala do universo
    agora compreendo as suas ladeiras Santana do Ipanema
    a sua música suas feiras espalhadas pelas ruas metálicas
    neste poema de maio de 1968 onde as palavras feéricas
    lavam as ruas como águas de panemas areentas águas
    e os caminhos que se caminham em Santana do Ipanema
    são suaves e quentes como dois olhos presos às paredes
    os olhos das casas são janelões abertos que falam por si
    sobre um tempo que já se foi há meia hora desistiu de ser

    numa canoa em preto e branco de madeira
    segui a correnteza de ar em leves manobras
    e leve deslizava a canoa sobre as cumeeiras
    das casas velhas de minha Santana do Ipanema
    numa porta um seresteiro afinava o pinho
    noutra porta a mulher gorda aprisionava o sol
    naquele sobradinho pássaros estavam em gaiolas
    agora só ouço o zumbido do universo misterioso
    eu me esqueci que fui criança e o mundo era de rosas e mar

  3. olá,dando uma passada para dizer que a coluna Rafael Alves está com uma matéria nova, confira, desde já o parabenizo pelo trabalho que tem feito.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s