54ª Festa da Juventude. Ou, Quase houve a Festa da Juventude em 2016

Santana

A Festa da Juventude de Santana do Ipanema – Alagoas, já é tradicional e consolidada na região, sendo uma das festas populares mais esperadas do sertão alagoano todos os anos. A festa movimenta financeiramente toda a cidade santanense e as cidades próximas, que com a superlotação já conhecida acabavam absorvendo todos aqueles que buscavam curtir a “maior festa jovem de Alagoas”.

O comércio local ficava agitado, todos ganhavam, do supermercado ao mercadinho de bairro, das lojas de roupas até os muitos salões de beleza. A festa somava-se ao início do novenário da padroeira da cidade, Sant’Ana, o que deixa Santana do Ipanema em plena efervescência econômica.

Em 2016 a festa aconteceu (será?!) não nesse clima, mas numa situação de crise, está reflexo da nacional, mas não somente, a crise administrativa municipal ficou nítida no tamanho e organização da tradicional festa.

Quem era de fora e estava na cidade pela primeira vez, ouviu diversas vezes e de inúmeras pessoas a seguinte frase: “não foi a melhor época, isso aí não é a festa da juventude!”

O prefeito Mário Silva, que não deixará uma boa e orgulhosa marca na história municipal, ao anunciar numa rádio da cidade a programação justificou a “forma simples” da festa devido às dificuldades que os municípios do Brasil enfrentam no momento. Eu acredito no prefeito, inclusive, tenho plena certeza que o fornecimento de energia elétrica que foi cortada recentemente de algumas repartições públicas, inclusive da Prefeitura, não foi culpa da sua administração “iluminada”, mas sim, da Dilma, do Lula, do PT e do Obama e seu imperialismo maldito.

É claro que sabemos qual a real situação que o país vive e as dificuldades econômicas dos municípios, não negamos isso, como também defendemos que seria imoral realizar um mega festa da juventude gastando milhões de reais enquanto servidores públicos, por exemplo, estão sem ter o reajuste acordado cumprido e algumas verbas devidas não depositadas, entre outras reivindicações justas e ignoradas. Não duvido que se existisse uma administração transparente e objetiva, a população entenderia uma festa menor.

Mário Silva virou prato cheio para seus adversários nesse ano eleitoral, tornando-se o melhor cabo eleitoral daqueles que almejam a principal cadeira da cidade de Santana do Ipanema. Sua gestão é conhecida e comentada em todo Estado e a crença da reeleição não passa de um sonho, e como disse certa feita um pensador: os sonhos são inimputáveis.

Espero que Santana do Ipanema, minha terra, possa viver novamente dias melhores e com boas ideias para superar as dificuldades que estamos vivendo com a crise dos municípios e a nacional. Em 2017, seja lá quem for o novo gestor, torcemos por competência e paixão pela cidade, que não transforme a prefeitura em puxadinho da sua residência, mas sim, tenha em mente o respeito incondicional pelos princípios da administração pública.

Siga-me no Twitter/Instagram/Periscope/Sanp: @Marques_JM

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Textos

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s