Um texo sobre o Dia do Advogado

advogado

O ano de 2012 foi muito importante, vivi grandes e marcantes emoções, entre elas a conclusão do curso de Direito pelo Centro Universitário CESMAC. Comecei um pouco perdido e ao mesmo tempo encantado com a novidade dos estudos na capital. Lembro o momento que minha mãe, Dona Regia, perguntou o motivo de eu não ir estudar em Arapiraca, já que era mais perto de casa (morava em Santana do Ipanema) e mais fácil de arrumar algum emprego, respondi com toda convicção de alguém que não tem nenhum parente e muito menos onde morar em Maceió, que lá seria a porta do mundo para mim.

Já tinha em meu coração a semente da advocacia, mas não a compreendia, não tinha a certeza dos meus passos e das trilhas que precisariam ser percorridas para chegar ao objetivo final de meus sonhos.

Como todo bom estudante de direito, passei pelo desejo irreal de todas as profissões possíveis ofertadas pelo curso. Primeiro quis ser juiz, depois promotor, passei um tempo sem saber o que seria ou faria, quando raciocinei com a maturidade advinda dos anos de faculdade, estágios em escritórios, em especial o Motta & Soares, e bons exemplos de professores e amigos, conclui o óbvio: minha vida era a advocacia.

O amor pela advocacia somado ao amor pela docência e acrescentados alguns detalhes, tem como resultado a existência plena e feliz deste que digita emocionado essas palavras.

No início de 2013 aguardei ansioso pela colação de grau, momento de coroação de todos os sacrifícios e ousadias vividos nos últimos cinco anos. Estava feliz, minha mulher estava feliz, minha família estava feliz, meus amigos estavam felizes. Foi o dia perfeito, foi toda uma semana perfeita.

Comecei, logo depois da anestesia da formatura, um estudo intensivo para o Exame da Ordem, último obstáculo para alcançar meu objetivo. Leituras, esquemas no caderno das minhas matérias preferidas e aulas, muitas aulas. A primeira fase chegou, não era um domingo qualquer…

Achei que tinha perdido, estava me conformando e preparando o meu psicológico para a próxima prova da OAB. Não seria naquele dia. Fui ao cinema depois da prova, queria relaxar. Homem de Ferro 3 e sua trilha sonora com AC/DC não me acalmaram, estava ansioso pelo gabarito oficial, queria ter a certeza da minha não aprovação ou da aprovação, pois a esperança é última que morre, num é verdade?

Chegando em casa, corri para o computador, entrei no site do Conselho Federal e baixei o PDF com o gabarito oficial do X Exame da Ordem Unificado. Com a prova em mão fui marcando uma por uma, cada resposta correta fazia meu coração bater mais rápido. 35, 36, 37, 38, 39, 40! Passei!!! Parei de contar na hora. Não queria mais saber o total, o objetivo já tinha sido alcançado.

Opa, opa, opa! Falta ainda a segunda fase! Eu tinha escolhido Civil.

Não esperei muito para recomeçar a rotina de estudos, agora estava na fase final do Exame, precisava focar ainda mais. Sumi dos grupos de WhatsApp, sumi do Twitter e Facebook, meu blog ficou desatualizado. Estava de corpo e alma dedicado ao universo do Direito e Processo Civil. Não podia surtar.

Meu Vade Mecum estava todo marcado, com marca texto, post-it, clipes de todas as cores, tudo como havia estudado com tanta dedicação e paixão. Aquele domingo estava ensolarado, muita gente na rua, salvo engano houve um concurso público na mesma hora da segunda fase da prova da OAB.

Começou… Olhei a prova com todo cuidado. Li questão por questão. Defini qual era a ação cabível do caso apresentado e comecei a escrever. O tempo passa rápido, o frio na barriga aumenta. Ainda faltam as questões… Passa folha do Vade Mecum para um lado e para outro, dá uma olhada nas súmulas, meu Deus quase decorei todas elas, o relógio parece que estava com raiva de mim, meu nervosismo aumentou, meu coração acelerou. Moço, posso ir no banheiro?! Lavo o rosto, respiro calmamente, lavo o rosto de novo e retorno a prova. O tempo está passando… Passou.

Voltei a minha casa com a certeza de que não foi dessa vez. Não tem problema, muitos colegas também perderam e passaram noutras oportunidades. Só não posso desistir. Os dias foram passando, continuei normalmente os meus estudos da pós em Direito Constitucional. Já estava conformado.

No dia da divulgação do resultado da segunda fase, meu coração bateu mais forte e a ansiedade não me deixou concentrar em nada. Fiquei o dia todo em casa, assistindo filmes só pro tempo passar mais rápido, doce ilusão, nunca assisti filmes tão demorados como nesse dia, parecia que estava assistindo E o Vento Levou, versão estendida do diretor.

O F5 do meu computador quase ficou inútil, depois de tantas apertadas que dei, e ainda eram 16h30, o resultado estava programado para 17h. Nada de resultado. Quando menos esperei a página abriu e estava lá o resultado, nervoso e ansioso, procurei meu nome. Onde está a letra J mesmo… Aprovado!

Chorei muito, parecia aquela criança lá de Santana do Ipanema, ao fundo tocava We are the champions, sim, teve fundo musical, liguei pra Gislaine, para mainha e para meus amigos Juádley e Ricardinho. Depois a notícia se espalhou pelos grupos de WhatsApp e demais redes sociais. Estava extremamente feliz.

Fiquei dias anestesiado com o resultado, enquanto isso, providenciei toda documentação necessária para realizar minha inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil. A Gi e a minha querida amiga Candice assinaram a minha declaração de idoneidade. Que responsabilidade!

Quando menos esperei, estava eu com o cabelo cortado, barba feita, meu terno preto e gravata vermelha (nossa cor no direito) acompanhado da minha Gi, na sede antiga da OAB no Centro de Maceió, fazendo meu juramento, recebendo a minha certidão e o meu broche. Transformei-me ADVOGADO!

No dia de hoje, quero desejar a todos os advogados, que lutam constantemente pela construção de uma sociedade mais justa e digna, toda sabedoria para que seus caminhos e decisões sejam iluminados. Que a justiça se faça a cada petição feita e suas conquistas sejam a materialização de um novo mundo, de um novo tempo!

Siga-me no Twitter/Instagram: @Marques_JM

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Textos

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s