Faixa Azul em Maceió, uma questão de costume?

onibus_faixa_esclusiva

Finalmente a famigerada Faixa Azul, faixa exclusiva para ônibus, foi implementada em Maceió, nas avenidas Durval de Góes Monteiro e Fernandes Lima. Porém, o seu primeiro dia não foi dos mais agradáveis, até não esperava que fosse, pois a nova medida ainda não foi absorvida por todos os motoristas da nossa Capital.

Com trânsito lento e muita gente quase arrancando os cabelos, muitos motoristas acabaram invadindo a área exclusiva e aproveitando maliciosamente do espaço vago para adiantar seu percurso. Malícia essa instigada pela falta de agentes da SMTT nas ruas, que conduziriam a fiscalização e as autuações educativas, inicialmente.

A reclamação foi grande nas redes sociais e em alguns programas de rádio onde o assunto foi tema constante. Muitos não acreditam na nova medida e preveem o seu fracasso para o mais breve possível. Outros tantos, desejam o sucesso da faixa azul, porém fazem coro a esse jovem blogueiro de que, sem a devida fiscalização o projeto não dará certo.

Encontramos diariamente motoristas que pensam ser os mais importantes e que não podem seguir as regras como todo mundo, esse é um dos fatores dos grandes problemas que temos em nosso trânsito. Não tenho dúvida alguma que esses são os que mais sofrem com a implementação da faixa exclusiva.

Somos mal-educados no trânsito e como disse um tuiteiro famoso aqui de Maceió, quanto maior o carro, maior a arrogância. Não reduzo o debate entre bons (usuários de ônibus) e maus (motoristas particulares), como alguns insistem em fazer. Hoje o nosso trânsito é um grande espelho que reflete a face da nossa sociedade.

Com a faixa exclusiva os usuários do transporte coletivo terão facilidade para chegar em seu trabalho, o que é um grande incentivo para o particular deixar o seu carro em casa e também utilizar o transporte de massas. Mas há um grande detalhe aí, ainda temos uma frota de ônibus sucateada, com passagem de R$ 2,30 (até março, quando começa o novo valor de R$ 2,50 – outro absurdo) que não reflete na qualidade e logística do transporte coletivo e não temos a menor segurança dentro dos ônibus, onde todo dia ouvimos mais uma história de assaltos e mais assaltos!

Muita coisa precisa mudar para começarmos a enxergar um novo tempo, desse lado precisamos ser mais humildes e honestos, sem querer tirar vantagem sobre ninguém, respeitando as normas de trânsito e as regras da boa educação, aquela que tivemos em casa, acredito eu. Do outro lado, a prefeitura precisa apresentar alternativas para o melhoramento da mobilização urbana da nossa cidade, como já vem apresentando com a licitação e outras medidas, sem contar com a eficiência da fiscalização constante por parte da SMTT, com as devidas punições, para assim aos poucos o adulto ser educado no trânsito.

Fico na torcida pelo sucesso da nova medida, que também já foi implementada em outras cidades, para que o maceioense sinta-se mais respeitado e valorizado.

Siga-me no Twitter: @Marques_JM

2 Comentários

Arquivado em Alagoas, Geral

2 Respostas para “Faixa Azul em Maceió, uma questão de costume?

  1. o melhor seria ruas exclusivas para onibus como acontece em Curitiba por exemplo

  2. Joao

    Caríssimo MARQUES,
    de fato, SEM fiscalização do GOVERNO nas RUAS as pessoas esquecem a EDUCAÇÃO cultivada com ZELO em CASA. Sabem LER, é verdade! … é CULTO o povo de ALAGOAS – os motoristas, enquanto o [des-]GOVERNO parece imitar o MARINHO do Presídio de PEDRINHAS, tbém sem FISCALIZAÇÃO e deu no que deu … É como diz ZECA BALEIRO
    … Nasci no MARANHÃO e sei que a barbárie … já impera há anos na prática de seus governantes VITALÍCIOS,/ … que agem como os velhos donos das capitanias HEREDITÁRIAS do passado./
    … Esses DONOS do poder maranhense … são EXEMPLO e espelho para que CRIMINOSOS ajam sem nenhum medo da PUNIÇÃO./ … a MISÉRIA extrema que assola o Estado há DÉCADAS,/ … o ANALFABETISMO estimulado pela SANHA dos coiotes ávidos de VOTOS,
    … a CULTURA antiga de CURRAIS eleitorais,/ … a CORRUPÇÃO mais descarada do mundo/ … e o atentado ao patrimônio HISTÒRICO de sua BELA e TRISTE capital/ … são crimes tão HEDIONDOS quanto os cometidos no complexo penitenciário de PEDRINHAS.
    [ Uma NOTÍCIA está chegando lá do MARANHÃO ], Zeca BALEIRO domingo 12jan14 às 01h45 _ www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/01/1396430-opiniao-uma-noticia-esta-chegando-la-do-maranhao.shtml
    [ ZECA BALEIRO ], cantor e compositor maranhense _ http://pt.wikipedia.org/wiki/Zeca_Baleiro
    JOSÉ RIBAMAR Coelho Santos (São Luís dsd 11abr1966) transferiu-se para São Paulo onde lançou sua carreira./ ZECA canta e toca violão, tem composições interpretadas por Simone, Gal Costa, Elba Ramalho, Vange Milliet, Adriana Maciel, Luíza Possi, Rita Ribeiro, Renato Braz e Claudia Leitte./ Em 2011 lançou BALA NA AGULHA, um livro de crônicas. Atualmente é COLUNISTA mensal da revista ISTO É.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s