Agradecimento pela conclusão do curso de Direito – Santana do Ipanema

IMG_5734

Apresento aqui, o discurso de agradecimento que fiz, na missa em ação de graças pela conclusão no curso de Direito, na Igreja de Sant’Ana, em Santana do Ipanema.  

Quero primeiramente agradecer a Deus, fonte de toda vida, razão de toda existência. A quem sempre recorri nos momentos mais difíceis e mais felizes da minha vida. Quem sempre me inspirou e iluminou para fazer as escolhas que sempre fiz. A quem rogo, por minha vida, minha família e meus amigos.

Magnífico reitor e pároco da casa de todos os santanenses, Pe. Adalto, taperense da gema e sertanejo orgulhoso, devo-lhe prestar muitas referências, pois aprendi bastante em como ser um cristão católico melhor, com seus ensinamentos, com seus exemplos, quando ainda estava no seminário, lá em Palmeira dos Índios. Tenho muito orgulho em tê-lo, hoje, como um amigo. Obrigado, por tudo!

Quero agradecer a presença da minha amada mãe, Dona Régia, a quem devo a minha vida e tudo que o conquistei. Cresci vendo essa mulher, subindo e descendo as ladeiras de Santana, levando grandes sacolas com roupas ou seus mostruários de jóias, para conquistar o seu dinheiro honesto e dar ao seu filho a melhor educação e o melhor estudo. Todo seu trabalho e suor não foram em vão, saiba que eu, seu filho, estou onde estou e conquistarei muito mais, graças ao seu trabalho, ao seu esforço, ao seu suor, as suas lágrimas e ao seu amor! Em sua humildade, me ensinou a sempre ter os pés no chão e nunca esquecer a minha origem, que é de família simples e batalhadora. Sou muito feliz e orgulhoso em ser seu filho e neto de Dona Maria, mulher de garra e determinação. “A mãe compreende até o que os filhos não dizem.

A minha namorada, Gislaine Migliati, peça fundamental na engenharia do meu coração, que a cada dia me encanta e apaixona com sua força e delicadeza em superar as dificuldades do dia a dia. “O amor não se vê com os olhos, mas com o coração.”

Quero agradecer e muito aos meus professores, todos eles, do CESMAC, do Ginásio Santana, do Instituto Sagrada Família e da Escola Casinha Feliz (hoje, rainha da Paz), que contribuíram de forma apaixonada na minha formação acadêmica. Instigando em mim o desejo de pesquisar e buscar sempre aprender mais. Sou eternamente grato por tudo o que aprendi com vocês e graça a tudo isso descobri que tenho duas certezas na vida, uma é que um dia irei morrer e a outra é que quero ser professor. “Se vi longe, foi por estar sobre ombros de gigantes.

Quero agradecer aos velhos e novos amigos que sempre compreenderam e ajudaram da melhor maneira possível para que eu concluísse o curso. Quantas vezes esses amigos não me ajudaram emprestando o valor da mensalidade naqueles meses em que até o sapato era apertado, ou quantas vezes não ampararam as minhas lágrimas quando a saudade ou medo apertava, ou quantas vezes não comemoram comigo as conquistas que fazíamos no percurso natural da vida? A amizade de vocês é fonte de alegria e de motivação para seguir em frente. “Amigo é aquele que sabe tudo a seu respeito e, mesmo assim, ainda gosta de você.

Queridos amigos aqui presentes, hoje é um dia de muita alegria, pois celebro com vocês uma conquista, uma realização. Celebramos esse momento aqui na Igreja de Sant’Ana, nossa casa, onde encontramos repouso e conforto para nossas necessidades, onde sempre retornamos para agradecer e render graças pela bondade divina.

Saí de Santana do Ipanema ainda muito jovem, para cursar o propedêutico e filosofia no seminário, em Palmeira dos Índios e depois Maceió. Com a maturação das idéias percebi que a minha vocação não era o sacerdócio.

Quando saí do seminário, entrei num grande dilema: Qual faculdade eu faria? Qual era o meu sonho profissional? Lembrei que desde criança era metido a “advogado” dos colegas no Instituto Sagrada Família, depois recordei que no Ginásio Santana, escola que sou apaixonado, andava com uma cópia de uma legislação que para mim era a resposta de muita coisa, mas na realidade não respondia a nada.

Estava entre filosofia, história e direito. Filosofia e história eram o significado claro que nas minhas veias corriam o sonho de ser professor, o direito era desejo de materializar o amor em defender direitos alheios e viajar no oceano imenso dos princípios que norteiam o nosso ordenamento jurídico, também era um sonho.

Depois de refletir e rezar bastante decidi cursar Direito e ir em busca dos meus sonhos. Fui para Maceió, fiz cursinho, passei em três vestibulares e fui parar no CESMAC. Faculdade que tem o meu total respeito, admiração e amor.

Não foi fácil, pensei que tudo se resolveria na maior tranqüilidade. Graças a Deus e a sua divina proteção, enfrentei dificuldades e contratempos. Aprendi com as dificuldades que a vida é feita de grandes desafios e a diferença está em como nós enfrentamos eles. Muitos desistem e outros insistem e seguem em frente, se conseguimos ou não é coisa da vida, porém não ficaremos na eterna dúvida do “e se eu tivesse seguido em frente?!”

Depois de cinco anos e alguns desafios, dificuldades e muitas alegrias, concluí o meu tão sonhado curso de direito. Realizei o meu sonho. Agora busco aperfeiçoar esse sonho e seguir sempre em frente.

Os desafios do mundo jurídico são muitos, somos todos convidados a fazer do mundo um lugar melhor e mais justo. Buscamos fazer justiça, sempre. Seja como advogados, juízes ou promotores.

No discurso de formatura, disse aos meus colegas bacharéis, que iríamos trabalhar, no nosso dia a dia, com o bom direito e com a defesa constante da justiça para garantirmos dias melhores e mais justos.

Disse ainda, para os 24 formandos: Somos a esperança de uma sociedade que clama a cada dia por novos profissionais do direito que façam a justiça real acontecer e não poderemos, jamais, temer a honestidade.

Vivemos num Estado marcado pela desigualdade social, onde a justiça muitas vezes não é feita, devido o grande jogo de interesses.  Onde o medo de esbarrar nos grandes nomes da sociedade alagoana é o norteador dos nossos caminhos.

Isso está acabando, aos poucos, mas está. Vemos pessoas que não tinham voz, num passado não muito distante, mas com o advento das novas tecnologias, as redes sociais, a internet, podendo falar, reclamar e elogiar. O direito de liberdade de expressão, o direito de falar, se expressar e manifestar estão cada dia mais fortes.

O tempo de perseguições precisa acabar, não é mais concebível perseguir pessoas somente por não concordar com o que elas dizem ou simplesmente por elas não concordarem conosco. A ditadura passou. Ainda bem que passou. Somos livres.

Um novo tempo, uma nova sociedade, se levanta em busca de dignidade e justiça, e essa busca não é particularidade do operador do direito, mas de todos nós, cidadãos brasileiros, alagoanos e santanenses.

Obrigado a todos pela presença e pelas orações, rezo a Deus por todos vocês, pedindo bênçãos e graças. Que Nossa Senhora Sant’ Ana ilumine sempre nossos passos para que caminhemos nas trilhas de seu neto, Nosso Senhor Jesus Cristo.

Termino com uma parte da música que toda vez que ouço faz meu orgulho ficar mais forte:

Minha terra tem palmeiras

Nossos campos têm mais flores

Onde canta o sabiá

Nosso céu tem mais estrelas

Onde nuvens passageiras

Dão espaço ao luar

O teu passado de glória

Está vivo em nossa memória

Teus filhos hão de aprender

É mais forte o meu desejo de dizer

Sou sertanejo, Santanense até morrer!

Obrigado.

José Marques de Vasconcelos Filho

Santana do Ipanema – 04 de maio de 2013

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Textos

2 Respostas para “Agradecimento pela conclusão do curso de Direito – Santana do Ipanema

  1. João

    Parabéns, MARQUES! … Dias de LUTA, Dias de GLÓRIA!! … Forte ABRAÇO!!!
    [ Dias de LUTA, Dias de GLÓRIA ], C Brown Jr. _ Canto minha vida com orgulho
    * Na minha VIDA tudo ACONTECE/ Mas quanto mais a gente RALA, mais a gente CRESCE/ Hoje estou feliz porque sonhei com você/ E amanhã posso chorar por não poder te ver
    * Mas o seu SORRISO vale mais que um DIAMANTE/ Se você vier comigo aí nós vamos ADIANTE/ Com a cabeça erguida e mantendo a fé em DEUS/ O seu dia mais FELIZ vai ser o mesmo que o meu
    * A vida me ENSINOU a nunca desistir/ Nem ganhar, nem perder mas procurar EVOLUIR/ Podem me tirar tudo que tenho/ Só não podem me tirar as coisas BOAS/ Que eu já fiz pra quem eu AMO
    * E eu sou feliz e canto/ O universo é uma CANÇÃO/ E eu vou que vou
    # Histórias, nossas histórias/ Dias de LUTA, Dias de GLÓRIA _ # _ [refrão ( 4 Xs) ]
    * Oh, minha gata, morada dos meus SONHOS/ Todo dia, se eu pudesse, eu ia estar com você/ Eu já te via muito antes nos meus sonhos/ Eu procurei a vida inteira por alguém como você
    * Por isso eu canto minha vida com ORGULHO/ Com melodia, alegria e BARULHO/ Eu sou feliz e rodo pelo MUNDO/ Sou correria mas também sou VAGABUNDO
    * Mas hoje dou VALOR de verdade/ Pra minha saúde, pra minha LIBERDADE/ Que bom te encontrar nesta CIDADE/ Esse BRILHO intenso me lembra você
    # _ [refrão ( 4 Xs) ]
    * Hoje estou feliz/ ACORDEI com o pé direito/ E vou fazer de novo/ Eu vou fazer muito bem feito
    * SINTONIA/ Telepatia/ Comunicação pelo cortéx/ Bum, bye bye

  2. Carla

    Parabéns Marques! Sucesso na nova caminha e que Jesus te ilumine!

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s