Esperando por água e energia

IMG_5710

Era uma sexta-feira aparentemente comum, tudo estava no controle. Depois do trabalho, passei em casa, arrumei a mala e parti em direção a rodoviária de Maceió.

A minha intenção era chegar cedo e conseguir ir para Santana do Ipanema, no primeiro ônibus, que sai às 16h45min. Ao chegar, corri para comprar a passagem, eram 16h35min, meu coração estava angustiado, pois a fila estava fazendo um grande caracol no espaço de vendas da Real Alagoas.

Sem muitas esperanças perguntei a moça que estava atendendo qual seria o horário do próximo ônibus, ela, educadamente, indagou se eu não queria ir naquele que estava prestes a sair. Era o que eu mais queria.

Paguei os 50 centavos da taxa de embarque e a passagem pagaria já dentro do transporte intermunicipal. Estava aliviado, pois sabia que iria chegar cedo a Santana e cumprir com os meus compromissos agendados. Doce engano.

Encontrei alguns amigos, conversei um pouco e fui tirar a minha tradicional soneca de viagem. Depois de passar uma hora só para sair de Maceió, o ônibus seguiu caminho em direção ao sertão alagoano. E eu, tranquilamente, dormindo.

Lá pras tantas, percebi que o veículo estava parado e que as pessoas conversavam muito sobre algo que teria acontecido e motivado a parada. Acordei discretamente e fui saber o que aconteceu… Quando olho em direção a cabine do motorista, vi pelo parabrisa uma chama forte e uma fumaça muito escura. Fiquei assustado, pensei logo num grave acidente, mas logo em seguida fui descobrir que, graças a Deus, não era um acidente e sim uma paralisação realizada por moradores do povoado Boca da Mata, que pertence ao município de Atalaia.

IMG_5705

A reivindicação era clara e objetiva: Queriam que os serviços de água e luz fossem restabelecidos imediatamente, já que lhes foram tolhidos na última quarta-feira e desde então suas noites eram mais escuras e seus banhos mais difíceis.

A comunidade impediu a passagem nas duas vias da BR 316, ficando tudo travado e as filas de carros foram aumentado a cada instante. Fui e voltei, conversava com um e com outro, assim fiquei informado sobre o motivo e acabei vendo boa parte da movimentação.

Vi a Polícia Federal chegar e conversar com a população que estava irredutível na posição de só deixar o trânsito fluir quando os serviços de energia e água fossem restabelecidos.

Depois de muita conversa, gritaria, palavras de ordem simples e muitas horas esperando, o carro da Eletrobras chegou e resolveu a sua parte. Logo em seguida, depois que a energia foi devolvida, o motorista chamou todos os passageiros para retornarem aos seus devidos lugares, pois logo as vias estariam livres para seguirmos viagem.

Entrei no ônibus e não tive mais contato com os moradores do povoado, algumas horas depois partimos, finalmente, para o sertão.

Cheguei lá em Santana do Ipanema às 00h10min, almocei e fui dormir…

@Marques_JM

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Alagoas, Geral

2 Respostas para “Esperando por água e energia

  1. João

    Após duas leituras RÁPIDAS
    [ CASAL suspende 155 carros-pipa devido à redução do nível do rio São Francisco ], _ http://www.maltanet.com.br/noticias/noticia.php
    [ Queda na vazão do São Francisco em XINGÓ suspende 155 carros-pipa], _ http://www.alagoasnanet.com.br/v3/queda-na-vazao-do-sao-francisco-em-xingo-suspende-155-carros-pipa/
    Alguma$ CONTA$ c 4 operaçõe$ mui $imple$:
    SEM raízes quadradas d\’ÁREAS d CHUVAS e irrigadas NEM cubadas d VOLUMES d PIPAS e cisternas.
    Um carro PIPA d 10 toneladas leva 10 mil LITROS, 10 metros cúbicos de ÁGUA (m3), 10 mil kg.
    E a CASAL cobra R$ 25/mês entregando 10 m3 de água encanada em casas URBANAS d famílias c 5 pessoas CASAL + 3 filhos.
    Particulares pagam cerca de R$ 100/ carrada de 10 m3 na zona RURAL desencanada DESENCATADA divorciada da CASAL até onde conseguimos ver.
    Cada um os 155 carros PIPA desativados agora deixando de atender até 6 casas de AGRICULTORES/ dia, pessoas temporariamente em grande e urgente necesidade PRIVILEGIAM 155 x 6 = 930 famílias no conforto URBANO, 5 x 930 = 4.650 ABANDONADOS/ dia x 7 = 32.550 campônios:
    “Ilegal, Imoral ou Engorda\”, ENSINA R Carlos _ http://letras.mus.br/roberto-carlos/48609
    * Vivo condenado a fazer o q não quero/ Então b comportado às vezes eu m desesespero/ Se faço alguma coisa sempr alguém vem m dizer/ Que isso ou aquilo não se deve fazer

  2. João

    Caríssimo MARQUES,
    imagine se Boca da MATA estivesse no SERTÃO alagoano, e no NORDESTE são SEMI-áridos DIFERENTES:
    – o Sertão em SERGIPE seria ORIENTAL miudinho e AFRICANAmente agigantadas pareceriam PEDRAS e bodes do R G d Norte. Lado a lado CEARÁ e R G do Norte LIDERAm a economia NORDESTINA;
    – a miséria pra UNS se destacando em ALAGOAS, PARAÍBA e MARANHÂO com prótese postiça de SUDENE similar ao NORDESTE de M GERAIS. Uma das causas em ALAGOAS é o ESFARELAMENTO de municípios EXUBERANTES como SANTANA em comunas deficitárias, pequenas cidades emancipadas recebendo mais VERBAS governamentais que arrecadam IMPOSTOS. É preciso CITAR nomes?!
    O economista Prof Cícero PÉRICLES da UFAL mostra isso em livrinho de 100 páginas gostoso de LER.
    Forte abraço,/ João

    [ + D 300 cidades c RODÍZIO/ colapso d’ÁGUAS no Nordeste ], C Madeiro UOL Maceió QUARTA 01mai2013 às 06h00
    http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/05/01/mais-de-300-cidades-enfrentam-rodizio-ou-colapso-no-abastecimento-de-agua-no-nordeste.htm
    VERÃO c chuvas abaixo da média, ÁGUAS d cidades em COLAPSO: 314 municípios do semiárido, agreste, mata e litoral: cerca de 5 milhões de pessoas!
    Ao menos 55 CIDADES c colapso nas TORNEIRAS usam carros-PIPA, 5 Xs + q’em NOVEMBRO passado. Duas capitais racionam: Recife e Maceió!!
    Nos últimos 50 anos, a ESTIAGEM + severa afetando 82 % das cidades de PERNAMBUCO, 30 % em ALAGOAS, e 15 % c DIFICULDADES na PARAÍBA e R G d NORTE: descaso d’UNS ou a GEOGRAFIA escolar justificaria?!!!
    Há im[P]unidade no MARANHÃO, sem semiárido embora na SUDENE, nenhum município em racionamento. As CHUVAS d’últimos dias trouxeram o volume insignificante aos MANANCIAIS.
    Em PERNAMBUCO dos 185 municípios, 151 c’algum DÉFICIT, 16 em colapso atendidos por carros-PIPA. Na BAHIA há racionamento em 53 municípios.
    Em ALAGOAS 30 dos 102 tem rodízio. No R G d NORTE 14 cidades c colapso, 18 c rodízio. No CEARÁ 06 cidades em rodízio ou c carro-PIPA: n’algumas há POÇOS récem-perfurados.
    Na PARAÍBA 09 cidades c racionamento, 22 em colapso. No PIAUÍ, há dificuldades em 04 cidades. Em SERGIPE há 03 cidades c rodízio e 04 c POÇOS carros-PIPA.
    É como cantava minha AVÓ em antigos canaviais, digo n’ANTIGOS carnavais … rsRs
    [ A PIPA do Vovô ], Marchinhas de Carnaval http://letras.mus.br/marchinhas-de-carnaval/497935/
    # A pipa do vovô nao sobe mais!/ A pipa do vovô nao sobe mais!/ Apesar de fazer muita força,/ O vovô foi passado pra trás! _ # _ # [refrão] _ _ _ ( 2 Xs )
    * Ele tentou mais uma empinadinha,/ Mas a pipa não deu nenhuma subidinha. _ _ _ ( 2 Xs )
    # _ # [refrão] _ _ _ ( 2 Xs )

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s