Uma aula de democracia e não de anarquismo

Vários estudantes protestavam contra a situação da Uncisal em Palmeira dos Índios, que estava em greve, no dia 19 agora, quando o governador inaugurava mais uma obra do governo federal lá na cidade onde Graciliano Ramos foi prefeito. Lá foram surpreendidos por policiais que não permitiram o protesto alegando que aquilo que eles estavam fazendo era anarquismo, o que é um pecado grave perante as leis criadas naquele momento.

A diferença entra a Anarquia e a Democracia foi ensinada por um coronel da Polícia Militar em Alagoas, onde ele define a anarquia como atividade de quem usa nariz de palhaço e protesta contra o governador e a democracia como alguém que procura e marca uma audiência com o mesmo.

Durante todo o vídeo você entenderá melhor o show filosófico dado pelo coronel. Assista:

Frases do coronel:

– A partir do momento que se bota o nariz de palhaço é anarquista.

– Aqui é lugar de democracia e não anarquia!

Estudante: – O que fiz é crime?

Coronel: – …

Estudante: – Eu acho que isso não é!

Coronel: – Enquanto você não acha o que é e o que não é, quem manda sou eu e acabou-se!

– Isso aqui não é diálogo, é monólogo! Eu falo e você escuta.

A nossa polícia não está preparada para conflitos com a população, onde encontramos atitudes como essa em várias manifestações no estado, sem contar com os militares que tiram suas identificações quando vão lidar com situações semelhantes.

Sei que novos policiais chegaram e (quem sabe) irão chegar, ajudando numa nova mentalidade na PM, onde os conflitos serão solucionados mais pacificamente e com mais educação.

@Marques_JM

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Alagoas, Geral

3 Respostas para “Uma aula de democracia e não de anarquismo

  1. isoo ce shama i si mostra a cutura deces qe istão a fremte do poder dece instado, comsegiu espricar direitim o qe ciguinifica demucracia e anarqia, e fes a analisía de cada huma. PARABÉNS. Sãm otoridades asim qe tenmos nece instado, tabem na asenbréia, jundiciarío, etc. Orgulhu di ser letlado e comhecee leiz.

  2. Ilbert Lira da Fonseca

    Até quando os “pseudos-intelectuais oníricos” desta província denominada (Alagoas) afirmarão que detemos de “Liberdade” E “Democracia”? Senhores, ainda vivemos a Ditadura dos ídos de ’60. O que se tem no Brasil “pós” Ditadura é o que eu, Ilbert Leaffa, batizei de “CONCESSÃO PARA O USO DA LIBERDADE” e nada mais. Sobre Democracia a república só amadureceu em âmbito Político Partidário e Só! No mais, admoesto a todos estudantes e cidadãos que leiam livros nas áreas de Direito Penal, Direito Processual Penal, Constitucional e Civil. Há alguma dúvida sobre o preparo jurídico deste indivíduo para a patente que ostenta? Meus caros colegas estudantes, uni-vos para que possamos liquidar com esta companhia itinerante da PALHAÇADA vestidos de Polícia.

    P.S Para que não venham encher o meu valoroso e estimado saco leiam o Art. 5º incisos IV, VIII, IX e Art. 220º parágrafo 2º da CF/88.

    Ilber L Lira da Fonseca
    Acadêmico de Direito da FADIMA-CESMAC

  3. Gérson Costa

    Brilhante caro Marques! Gostaria de ver o nosso deputado também falando sobre isso.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s