TJ mantém suspenso o aumento da tarifa de ônibus coletivo em Maceió

Segundo a SMTT o sistema de transporte coletivo de Maceió é composto por 648 ônibus, de seis empresas, para atender a locomoção dos quase trezentos e cinqüenta mil passageiros.

A decisão da desembargadora Nelma Torres Padilha que não autorizava o reajuste de R$ 2,10 para absurdos R$ 2,50 da tarifa dos ônibus coletivos da capital alagoana, foi mantida pelo desembargador Estácio Luiz Gama de Lima durante plantão forense do Tribunal de Justiça de Alagoas.

A TRANSPAL pediu através de mandado de segurança a reforma da decisão que indeferiu o efeito suspensivo ao agravo que tratava das passagens cobradas nos coletivos de Maceió.

“Não há de se olvidar, por fim, a repercussão da matéria carreada nos autos sobre toda a sociedade maceioense, que seria surpreendida por uma liminar de tão intensos efeitos exarada durante as festividades carnavalescas”, afirmou o desembargador Estácio Gama.

Bato na tecla que antes de qualquer aumento ser cobrado pela TRANSPAL, ela precisa ser clara e apresentar a toda sociedade a planilha com os valores atualizados e passar por uma AUDITORIA, promovida não pela a mesma, mas por algum órgão especializado e neutro no assunto.

Enquanto isso não acontece, vamos pagando uma das passagens mais caras do país e utilizando de muitos ônibus velhos e lotados, e de linhas sem planejamento de deslocamento.

@Marques_JM

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Alagoas, Geral

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s